segunda-feira, 12 de março de 2012

DINASTIAS




Júlio Claudiana - 14-68
Tibério, Cáligula e Nero.  Caracterizou-se pelos conflitos  entre imperadores e Senado.
Flávia -68-96
Vespasiano, Tito e Domiciano. Nesta Dinastia o Senado foi totalmente dominado pelos imperadores,
Antonina -96-192
Trajano, Adriano e Marco Aurélio. Sob essa dinastia, o Império alcançou grande paz  interna e prosperidade, atingindo sua  maior extensão territorial. 
Severa -193-235
Sétimo Severo, Caracala, Macrino, Heliogábalo, e Severo Alexandre. Caracterizou-se pelo inicio  das crises internas e das pressões externas. 



¢  BAIXO IMPÉRIO -CRISE E DECADÊNCIA
¢   Os primeiros sintomas de uma crise:
Ø   agitação política interna;
Ø  invasões bárbaras nas fronteiras romanas;
Ø   alto índice de epidemias provocadas pela invasões;
Ø   abandonas das terras e escassez de alimentos;
Ø  Surgimento do cristianismo;   





DIOCLECIANO: 284 - 305
Instituiu o governo de quatro soberanos(tetrarquia); introduziu  o serviço militar obrigatório.
CONSTANTINO : 305-337
Em 313 pelo Edito de Milão  deu liberdade de culto aos cristãos e legalizou essa religião; Fundou Constantinopla; Comandou o Concilio de Nicéia que constitui-se em uma assembléia de bispo.    
TEODÓSIO: 378-395
Outorgou o Cristianismo como religião oficial do império; dividindo o Império Romano em duas partes:
O Império Romano do Ocidente, com sede em Roma;
O Império Romano do Oriente, com sede em Constantinopla.











Nenhum comentário:

Postar um comentário