terça-feira, 21 de abril de 2015

ATIVIDADE DE ARTES - ARTE EM ROMA

1) Devido a sua politica expansionista, Roma subjugou vários e diferentes povos da península itálica e do Mar Mediterrâneo. Como consequência dessa expansão, podemos destacar.
(   ) Devido a  imensidão que se tornou o império romano, as cidades acabaram se tornando cidades-estados assim como na Grécia.
(   ) O surgimento de uma sociedade igualitária em direitos e deveres.
(   ) Devido a essa dominação, a sociedade tornou-se cosmopolita, transformando e influenciando a cultura, as artes e os valores em Roma.
(   ) A consolidação de apenas duas classes sociais: os patrícios que eram os grandes proprietários de terras e os plebeus, que eram comerciantes e artesãos.

2) A formação cultural e artística do povo romano sofreu respectivamente duas fortes influencias:
(   ) Dos fenícios e hebreus
(   ) Dos gregos e cartagineses
(   ) Dos etruscos e dos egípcios
(   ) Dos gregos e etruscos

3) Elementos arquitetônicos deixados aos romanos pelos etruscos que eram desconhecidos dos gregos.
(   ) O Ecletismo e o Art Nouveau
(   ) Arranha-ceus e abobada de nervuras
(   ) Pilares maciços e colunas
(   ) O arco e a abobada

4) Sobre o arco, marque o que for correto.
(   ) Foi um importante recurso de arquitetura que os romanos conheceram com os etruscos
(   ) Era um recurso arquitetônico também muito conhecido dos gregos, embora pouco utilizasse.
(   ) Antes de sua invenção o vão entre uma coluna  e outra era limitado pelo tamanho da travessia
(   ) Mesmo sendo um recurso arquitetônico inovador, não permitia se fazer construções com amplos espaços internos.
(   ) Possibilitou criar amplos espaços internos livre do excesso de colunas, típicos das edificações gregas.

5) Sobre a moradia romana é falso dizer:
(   ) A planta era rigidamente desenhada  a partir de um retângulo básico.
(   ) Pelo menos no diz respeito a esse tipo de arquitetura não sofreram influencia alguma de outros povos.
(   ) A porta de entrada conduzia ao átrio, um espaço central com uma abertura retangular no telhado
(   ) Os romanos apreciavam muito a flexibilidade e a elegância das moradias gregas.

6) Podemos destacar como elementos arquitetônicos característicos da arquitetura dos templos romanos.
(   ) O Peristilo e o átrio
(   ) O Peristili e o pórtico
(   ) O Pórtico e a escadaria
(   ) O Atrio e a escadaria

7) A concepção arquitetônica do teatro romano era.
(   ) O anfiteatros        
(   ) O templo
(   ) As moradias
(   ) Os museus

8) Podemos caracterizar o anfiteatro como:
(   ) Construção mortuárias que abrigavam os restos mortais dos imperadores
(   ) Construções com espaços interno restrito as imagens de deuses e sacerdotes
(   ) Construção com um espaço central elíptico onde s dava o espetáculo e circundando este espaço, um auditório composto por um grande numero de filas de assento, formando uma arquibancada.
(   ) Construções longas e retangulares. Internamente apresenta um vestíbulo, uma antecâmara e um grande salão.

GABARITO: 1(C),  2(D),  3(D),  4(A,C,E),  5(B),  6(C),  7(A),  8(C)   


  

domingo, 5 de abril de 2015

OS BANDEIRANTES

          Sabemos que o Brasil foi descoberto pelos portugueses em 1500, ou melhor, dizendo tomou posse dessas terras, uma vez que estes já desconfiavam da existência delas antes mesmo da chegada de Cabral.
            Nos primeiros trinta anos, a Coroa portuguesa não se interessou em ocupá-las  nem colonizá-las. No entanto a partir de 1530, após algumas investidas de outros países no território brasileiro, sobretudo a exemplo dos franceses que passaram a explorar a nossa madeira vermelha, Portugal finalmente resolve ocupar as terras brasílicas, e por volta de 1532 chega a primeira expedição com a finalidade de colonizar e expulsar os invasores.
Resultado de imagem para Imagens dos bandeirantes               Comandada por Martim Afonso de Sousa, este sob orientação da Coroa Portuguesa cria a primeira capitania do Brasil – São Vicente e instala os primeiros engenhos. Apesar da prosperidade inicial com a indústria açucareira, São Vicente logo se viu em uma situação de crise econômica devido entre outros, a concorrência da indústria açucareira do Nordeste, sobretudo a capitania de Pernambuco que se encontrava em situação favorável devido boa qualidade do solo massapê, somado à boa hidrografia e ao clima quente e úmido, além da proximidade desta com a metrópole que favorecia o transporte e a comercialização do produto.
            Na busca de uma nova alternativa econômica, os colono da Vila de São Vicente cria então as bandeiras, expedições formadas por brancos, mestiços e indígenas  com a finalidade primeira de encontrar metais preciosos, no qual estas foram encontradas posteriormente no final do século XVII no atual estado de Minas Gerais. No entanto, os bandeirantes desempenharam também outras atividades como:  o sertanismo de contrato, onde estes eram contratados por fazendeiros para capturar escravos fugidos, e também o apressamento de índios para venderem como escravos a fazendeiros que não tinham condições de comprar escravos africanos. Na caça aos indígenas, invadiam as missões jesuíticas, onde lhes eram ensinada a religião católica e a rígida disciplina do trabalho.

            Vale dizer também que foram os bandeirantes os responsáveis pela interiorização do território brasileiro e por conta disso contribuíram para que o Brasil tivesse um dos maiores territórios da América do Sul. Desenvolveram diferentes atividades para a sobrevivência de São Vicente  e por conta destas  favoreceram os interesses da metrópole, pois foram eles que encontraram as tão sonhadas minas de ouro, minas estas que emergiram como uma solução a crise econômica que ora se encontrava, principalmente junto a Inglaterra.